02 DEZ 2015

Programa de Promoção dos Direitos Humanos da Pessoa Idosa/UFMS

Portal Brasil Idoso é reapresentado ao Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa

  • Criado:
  • Eduardo Ramirez Meza

Na manhã de quarta-feira (02/12/2015), gestores do Portal Brasil Idoso estiveram em Brasília-DF e participaram da reunião do Conselho Nacional dos Direitos do Idoso (CNDI). O presidente do CNDI concedeu a palavra aos Gestores do Portal Brasil Idoso, Eduardo Ramirez Meza e Maxwell Sampaio dos Santos, que procederam à reapresentação do Portal. Foi relembrada pelos gestores a motivação inicial e o correspondente processo que culminou com a criação do Portal, centrada principalmente na necessidade de ampliação do canal de comunicação do CNDI com os demais conselhos estaduais e municipais.

Foi feita a apresentação resumida dos serviços disponibilizados e mencionada, em linhas gerais, a política de comunicação interinstitucional que permeia toda a organização e utilização do Portal. Para além da possível adesão e utilização dos serviços do Portal pelo CNDI, foi apresentada aos conselheiros a possibilidade concreta de adesão, por parte de suas instituições e ministérios, aos serviços disponibilizados pelo Portal, sem prejuízo da comunicação eventualmente já promovida por meio de seus respectivos sítios institucionais na Internet.

Na oportunidade, considerando que o tempo disponibilizado para a apresentação era reduzido e, ainda, para que não houvesse prejuízo ao desenvolvimento das demais atividades incluídas na pauta da reunião, os gestores entregaram um folder contendo uma apresentação um pouco mais detalhada, com o endereço eletrônico e telefones. Os(as) conselheiros(as) receberam, ainda, uma camiseta de divulgação do Portal, como forma de reconhecimento pelos relevantes trabalhos prestados pelo CNDI e, ainda, como agradecimento pelo espaço concedido em sua reunião.

Na percepção dos gestores do Portal Brasil Idosos, inclusive tendo em vista as perguntas respondidas e as manifestações orais recebidas, pode-se afirmar que a proposta foi muito bem acolhida, inclusive com sinalização de conselheiros governamentais e da sociedade civil do interesse de viabilizarem suas adesões institucionais, pois restou esclarecido que o Portal não pretende substituir nenhum canal de comunicação, mas sim atuar como um ponto de convergência onde poderão ser encontradas informações das mais diversas instituições envolvidas com direitos humanos da pessoa idosa.